Campo Grande-MS 23.04.2017
Sete dicas para planejar uma viagem com seu pet
Quarta-Feira, 13.01.2016 às 11:36
Sete dicas para planejar uma viagem com seu pet
Veterinário explica como levar cães e gatos para viajar de forma segura
Gilson Andrade e Evelyn Gatz
Para o Portal Top Vitrine
Divulgação/HD Comunicação
Programe-se para um passeio seguro e agradável

Com as férias de fim de ano as viagens ficam mais presentes na rotina dos brasileiros, mas aqueles que têm animais de estimação não precisam deixar o animalzinho para trás.

 

Com as dicas abaixo do Renato Costa, veterinário parceiro da Zoetis, companhia global de saúde animal, o passeio será tranquilo e inesquecível. Confira:

 

1 - Verifique a carteira de vacinação do seu animal: “As vacinas são muito importantes e precisam estar em dia”, explica o veterinário. Não apenas pela obrigatoriedade da vacinação contra raiva para viagens interestaduais ou internacionais, mas, sobretudo, pois seu destino pode, eventualmente, ser uma área de alta incidência de algumas doenças virais de fácil contágio como a parvovirose e a cinomose em cães ou a rinotraqueíte em gatos. A vacinação contra estas e outras doenças devem estar sempre atualizadas e ao planejar uma viagem devemos nos certificar de que nossos amigos estejam protegidos para poderem aproveitar.

 

2 - Cuidado se for à praia ou campo: A dirofilariose ou verme do coração como é conhecida, requer atenção especial principalmente em viagens nestas regiões onde é mais frequente. A doença é transmitida por um mosquito e pode levar a óbito, caso não seja tratada. Para evitar este mal, de acordo com Renato Costa, existem remédios de uso mensal, que podem ser aplicados pelo próprio dono como o Revolution da Zoetis, “além do verme do coração, o Revolution também combate pulgas, carrapatos e vermes intestinais”.

 

3 - Viagem sem vômitos e enjoos: “Não são todos os animais que vomitam na viagem, mas a maioria, mesmo sem expelir nada sente o chamado enjoo do movimento. Para estes casos indicamos o Cerenia, ele ajuda o animalzinho a não ter desconfortos com o enjoo e previne o vômito. O Cerenia tem duração de 12 horas, então é necessário se programar se a viagem for longa”.

 

4 - Faça paradas para água e outras necessidades do animal: de acordo com Renato Costa, água é indispensável, principalmente em dias quentes de verão. “É importante fazer paradas regulares para que o animal beba água faça suas necessidades. Assim, a viagem se torna tranquila para o animal e ele vai poder aproveitar melhor com seu tutor”.

 

5 - Leve objetos que ele goste: “Brinquedos, cobertores, o que dê para levar que seja familiar é sempre válido. Isso diminuirá o estresse de mudança de ambiente”.

 

6 - Não se esqueça de ver documentos necessários para viagens de avião fora e dentro do país: “Para ambas as viagens é necessário a carteira de vacinação em dia e atestado de saúde que deve ser solicitado para o veterinário no máximo três dias antes da viagem”.

 

7 - Se a viagem for de carro, não deixe o animal solto no veículo: “Além de provocar acidentes e poder lhe render uma multa, também é perigoso para o animal. Deixe-o dentro de caixas de transporte próprias para estes fins ou preso ao banco pela coleira própria para viagens. Existem várias opções no mercado para levar o cão ou gato dentro do carro em segurança”, orienta Renato Costa, veterinário parceiro da Zoetis.

19 NOVEMBRO - QUI
Banho de gato
26 ABRIL - DOM
Afinal, o pet pode dormir na cama do dono?
20 AGOSTO - QUA
Cães idosos exigem atenção redobrada na alimentação
15 SETEMBRO - SEG
Quem vai ficar com os pets?
Busca Detalhada
Utilize a busca avançadas do site para encontrar o que deseja em termos de noticías.