Campo Grande-MS 29.05.2017
Que tal incrementar a área de lazer?
Quinta-Feira, 21.11.2013 às 00:01
Que tal incrementar a área de lazer?
O deck é feito de ipê, perobinha e jatobá, preparados para a exposição ao tempo
Ana Paula Horta
Para o Portal Top Vitrine
Divulgação/W.Gontijo
Projeto de Adriana Morávia
Divulgação/W.Gontijo
Um charme até para áreas que não têm piscina
Divulgação/W.Gontijo
Beleza para os espaços de varanda, piscina e jardins

As áreas abertas destinadas ao lazer merecem ser incrementadas para levar mais funcionalidade, beleza e sofisticação aos usuários.

 

O deck de madeira é uma excelente opção para dar um up nesses ambientes. Se a área contar com uma piscina, obtém-se uma dobradinha imbatível que torna o espaço mais durável e resistente à umidade. Quando esse espaço não conta com piscina, o deck se torna ainda mais indispensável. Ele vai levar mais vida e criar um efeito interessante.

 

Clique sobre as imagens para ampliá-las

 

"O deck traz beleza para os espaços de varanda, piscina e jardins. Ele cumpre a função de delimitar uma área para tomar sol. Outra função importante é a de deixar o ambiente mais fresco. À medida que o sol aquece o deck, a madeira dilata e o ar mais fresco - que estava sob o tablado - sobe. Isso permite aos usuários maior frescor e comodidade", explica a arquiteta Adriana Morávia.

 

Mas antes de fazer a opção por um deck, é preciso se informar sobre alguns cuidados especiais. "É necessário verificar a resistência e durabilidade da madeira. É preciso também dar manutenção pelo menos uma vez por ano, lixar a madeira e envernizar", ensina Adriana.

 

A designer de interiores Iara Santos acrescenta: "Deve-se evitar produtos abrasivos, o ideal é apenas varrer e lavar o deck".

 

Uma dica interessante é instalar o deck sobre um piso já existente. Assim, em caso de mudança, ele pode ser levado e instalado em outro lugar. Além disso, há outras vantagens.

 

"O deck aplicado sobre um piso é fácil de limpar e também é mais resistente à ação do tempo, como chuva e sol. Ele também não precisa de verniz ou outra proteção", salienta Iara.

 

Para quem não abre mão da sustentabilidade, há ainda a opção de se lançar mão do deck de ecomadeira.

 

"Esse produto é ecologicamente correto e sustentável, composto de 70% de resíduos plásticos industriais e domésticos e 30% de resíduos de fibras naturais. Sua aparência, ao contrário das madeiras puramente plásticas, se assemelha à madeira natural. A ecomadeira é mais durável, resistente e prática, além de não necessitar de manutenção", finaliza Adriana.

05 JUNHO - QUI
Elegância dá o tom na linha Edge da Doka
10 AGOSTO - QUA
Cada coisa em seu lugar
07 NOVEMBRO - QUI
Pisos cimentícios e de pedra para piscinas
30 SETEMBRO - SEX
Um banho de elegância
Busca Detalhada
Utilize a busca avançadas do site para encontrar o que deseja em termos de noticías.